04/01/2013

tentativas de salvar relações

Tenho um casal de amigos que já namora desde o nosso 12º ano, já lá vai para perto dos 10 anos.
Há cerca de 4 anos as coisas entre eles começaram a ficar mais frias, a haver pouca vontade de estarem juntos, a discutirem cada vez mais por coisas cada vez menos importantes.
Mantiveram-se assim até à data em que decidiram comprar casa. Por qualquer motivo, que não consigo decifrar, acharam que meter-se numa aventura de crédito habitação, casa, planos para casar/juntar iria salvar a relação.
Nada disso, veio piorar mais as coisas.
Esqueci-me de referir que o sexo começou a ser ocasional, ao ponto de ser uma vez por mês. Resultou em traições.
Ainda assim, contrariando o rumo das coisas decidiram avançar na salvação do namoro ao assumirem um compromisso dessa medida, comprar casa.
O sinal de compra da casa foi dada, os problemas com a casa começaram a surgir e as coisas pioraram de vez. Um casal que tenta manter uma relação através de criação de compromissos financeiros, filhos ou outra coisa da mesma importância, mais tarde ou mais cedo verá que foi uma má decisão, de ambas as partes.
Perguntei à minha amiga: “se não te sentes feliz, se a vossa relação neste momento é baseada na irmandade, por que raio não terminam tudo e cada um segue a sua vida?”
Respondeu-me que existe muita coisa no meio, que são os amigos, que é a família, que são os momentos que passaram juntos..  o medo de ficar sozinha.
Medo de ficar sozinha? Ora eu já estou sozinha há algum tempo e achas que desisti de algum dia conseguir encontrar a minha estabilidade emocional? Não desisti e todos os dias vou encontrando algo que ajude a camuflar esta minha vontade de ser todos os dias um bocadinho mais feliz ao lado de alguém que me possa amar e vice-versa.
Disse-lhe: “vou sendo feliz com o que tenho e partilho os meus momentos com os meus amigos e com a minha família”.
Na minha opinião, existem relações que já entraram em velocidade de cruzeiro há muito tempo, muitas delas já atracaram. O que faz com que os casais que estão nesta situação demorem a reagir? O comodismo e o medo de arriscar. É mais fácil arriscar terminar uma amizade de longos anos por causa de uma merdice do que um namoro atracado. Sabem, as amizades que possuo foram todas conquistadas, foram todas construídas. Se já me desiludi? Tantas vezes. Mas depois somos surpreendidas outras tantas. Num namoro a desilusão nunca se esquece, a traição nunca se esquece, o desrespeito espreita, o altear da voz enerva e o amor desvanecesse.

4 comentários:

Ana João disse...

"O que faz com que os casais que estão nesta situação demorem a reagir? (..) Num namoro a desilusão nunca se esquece, a traição nunca se esquece, o desrespeito espreita, o altear da voz enerva e o amor desvanecesse."

Tão verdade =/

Jedi Master Atomic disse...

Isso de casar e comprar casa é certinho limpinho, que é usado como tentativa de salvação de relações. Já vi tantas assim.....mas a melhor delas todas não foi essa. A melhor foi tentarem salvar a relação TENDO UM FILHO. FONIX !!! Escusado será dizer que arruinaram a vida do filho (estou-me um bocado a borrifar para eles).

ateaoscem.com disse...

É bem verdade!
Concordo com tudo o que dizes!
O comodismo é mesmo mau! Muito mau!

Xs

S* disse...

Ainda são muito jovens, não têm nem precisam (ninguém tem nem precisa) de ficar agarrados a um relação que já deu o que tinha a dar.