13/02/2013

dos prazeres da vida

Uma das coisas que mais gosto de fazer, para além de fotografar e comer, é cozinhar.
Ir à mercearia da rua comprar cogumelos, tomate, corgete, rúcula, cenouras e espinafres. Às vezes compro pimentos, mas como na maior parte das vezes que como pimentos fico mal disposta, opto por não colocar pimentos. Mas fica tão bem com pimentos.
Vou ao talho e peço um peito de frango. Inteiro. Prefiro parti-lo em casa. Gosto de pegar na tábua e sujar a bancada da cozinha. Gosto de sentir que os utensílios têm  uso e que os milímetros importam para aquele prato que será o jantar.
Os cogumelos compro-os inteiros,  dos legumes começo por eles, um a um corto-os em quatro ou às fatias.. é conforme me dá.. são bons de qualquer maneira.
A cenoura (com a casca raspada) vai às rodelas, a corgete também, o tomate depende do estado de espírito, às vezes é às rodelas, outras aos cubos e quando não estou para aí virada desfaço-os na picadora. Zum-zum, já está.
Azeite ao lume, uns 4 alhos descacados e esmagados, sal grosso e pimenta preta em grão e uma folha de louro. O primeiro ingrediente a entrar no azeite quente é o alho, o som é frenético e o odor intenso. Colocas os cogumelos como se estivesses a brincar e temperas com sal grosso e pimenta preta moída na hora. tem de ser moída na hora senão não tem a mesma piada nem o mesmo sabor.
Depois dos cogumelos estarem mais ou menos louros acrecsenta-se os outros ingredientes. Procuras o sabor que queres e ajustas no tempero. Não te esqueças do vinho branco, tem que sempre levar um toque de vinho branco senão não fica bom, já dizia a minha avó.
Deixas apurar um pouco, acrescentas o pouco de vinho branco, não muito, deixas apurar. É a vez do tomate, esqueci-me de referir que devem ser mesmo maduros e pequenos e feios. São os que sabem melhor.
Equanto o refogado apura, escolhes as folhas dos espinafres, aqueces um pouco de água com sal e "pões e tiras num ápice", só para ficarem encalidos. Conheces a expressão encalido? É algo que nem está cru nem cozido. Está encalido.
O peito de frango, num tacho ao lado com azeite, alho e a folha de louro: deixas lourar, temperas com sal e quando estiveram quase prontos acrescentas um bocadinho de vinho branco, só um bocadinho e deixas em lume brando.
Os legumes estão quase prontos, o tomate já teve tempo de se desfazer, de se misturar com os restantes legumes. Colocas o frango juntamente com os legumes, escorres os espinafres e misturas. Uma vez mais provas para ver se está bom de sabor. Está. Serves num prato fundo e misturas a rúcula. A rúcula dá-lhe aquele sabor áspero, selvagem e picante. Mói um pouco mais de pimenta preta, so para lhe dar aquele ar sarapimtado.

3 comentários:

Jedi Master Atomic disse...

E gostas de limpar?
Se sim, eu contrato-te como cozinheira e empregada da limpeza :P

S* disse...

Gosto tanto. Adoro cozinhar, acho relaxante. Adoro meter as mãos na comida, temperar, provar.

O Sexo e a Idade disse...

Parece que já tenho jantar para hoje!
obrigada!